PetCoaching | Metodologia Positiva, cientificamente comprovada em termos de eficiência e bem estar

X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

PetCoaching - Cães com qualidade de vida, você com mais confiança

Reatividade e Agressividade: o que você sabe sobre seu cão e seus desafios?

Será que conhece ele tão bem ou só foca nos seus problemas de comportamentos?

Por Carla Ruas dia em Blog

Reatividade e Agressividade: o que você sabe sobre seu cão e seus desafios?
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Agora que vocês viram os princípios do trabalho de reatividade no ultimo post, vamos falar sobre o aspecto principal do nosso trabalho, sendo regido pela Ciência do Comportamento Animal que está alinhada com princípios de Qualidade de Vida e Bem Estar.

Isso porque elimina o uso da intimidação e coloca-nos em contato com as ferramentas já disponíveis, mas muito pouco utilizadas pelos tutores de cães (vem ler pra saber quais são).

O primeiro ponto que entendemos é: em que momento seu cão reage mal?

Durante os passeios, na guia?

Quando vê outros cães?

Quando vê outras pessoas?

Quando escuta outros sons?

 
Saber descrever quando isso acontece é FUNDAMENTAL para determinar qual situação devemos EVITAR pra começo de treino.

“No desequilíbrio não há aprendizagem”, meu segundo mantra depois do “Treinamento é Relacionamento”.


Se você quer aprender alguma “técnica” para QUANDO seu cachorro JÁ ESTÁ latindo, reagindo, puxando ou qualquer gerúndio…Esqueça!


O treino acontece ANTES e isso só é possível conhecendo BEM o cenário que antecede a reatividade e agressividade.


Conhecer bem os cenários, contextos e circunstância de reatividade é um dos elementos fundamentais. Agora vem outro, que influencia na sua conexão com seu cão, com a sua relação com ele e com a qualidade que vocês se comunicam:

LEITURA DE LINGUAGEM CORPORAL.

E poucas, poucas, pouquíssimas pessoas sabem DE FATO fazer a correta interpretação dos sinais comunicacionais do seu cão. Ou ainda: até sabe que aquele sinal é um alerta, mas ignora completamente, acreditando que ele não merece atenção ou que não tem importância. É onde mordidas acontecem “do nada”, onde a reatividade vira “repentinamente” agressividade.

 
Negligência dos sinais de comunicação que os cães nos apresentam, sendo que isso é TUDO que eles tem para poder nos referenciar sobre como estão lidando com aquela determinada situação, naquele momento.

 
Devia ser premissa básica todo tutor conhecer Linguagem Corporal Canina

Os conhecidos como Calming Signals (ou Sinais de Apaziguamento), indo muito além daquilo que a gente ACHA para aquilo que a gente CONHECE em teoria, ciência e experiência. (Quer post sobre isso? Comenta!)


São esses sinais que antecedem a reatividade. É a linguagem do seu cão que irá conduzir nossa jornada rumo ao sucesso, ela será nosso guia.

 
Tá com Sinais de Alerta?

Sinais de Ansiedade?

Sinais de Medo?

Sinais de Stress?

 
Afasta! Não aproxime! Prepare e Treine! (refrão)


Lembra do meu primeiro mantra? Treinamento é Relacionamento!

O treino de comandos de comunicação, não se trata de obediência e sim de conexão! Que responder aquilo que ele já sabe e que gera reforço é uma forma de demonstrar que tá tudo bem diante daquele cenário, que coisas boas acontecem e que outros comportamentos são acionados numa situação que só viriam comportamentos reativos/ansiosos/inseguros, sem a condução do treino.

 
Não responde? Não aceita petisco? Tá demais pra ele!


Afasta! Não aproxime! Prepare e Treine! (refrão)


No próximo post, vamos dar alguns exemplos práticos de como conduzir alguns casos selecionados: vem deixar sua dúvida aqui nos comentários, contando qual é seu desafio de reatividade ou agressividade com seu cão! O caso escolhido pode ser o seu! :)

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Deixe seu comentário aqui: