PetCoaching

A PetCoaching quer trazer qualidade no relacionamento entre pessoas e cães. Isso significa diminuir as lacunas de comunicação existentes entre as espécies.

X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

PetCoaching - Cães com qualidade de vida, você com mais confiança

Coluna #6 WOW PetCoaching: Ter um filho ou ter um cachorro?

A polêmica junção de "filhos" e "cães": extinguindo a humanização, o que podemos aprender com isso?

Por Carla Ruas dia em Blog

Coluna #6 WOW PetCoaching: Ter um filho ou ter um cachorro?
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

 

Quando equiparamos os assuntos filhos e cães, o primeiro impacto é de espanto, muitas pessoas recriminam a comparação ou a junção dos dois temas.

Afinal, ter filhos envolve uma série de responsabilidades, de entrega e de carga emocional infinitamente maior. Outros, julgam humanização dos animais, ao trazê-los ao posto comparativo de filhos.

Aqui, nenhuma dessas intenções se aplica.


O fato que me faz trazer estes dois temas ao texto é: responsabilidade e entrega.

Ambos, filhos e cães, exigem de nós estes tão cruciais pontos. Parece regra da vida ter filhos. Parece fofo ter cachorros. O quão refletimos sobre o que este "ter" carrega?

Trazemos à nossa vida sem reflexo constante do que realmente significa, em termos de dedicação.


O cerne da criação é a educação. Educar dá trabalho? Com certeza.

Mas, dá mais trabalho ainda não educar. Mais do que "prevenir maus comportamentos", educar é consolidar bons comportamentos na rotina.


Então, como educam os pais mais felizes do mundo? É possível aprendermos essa lição com o povo dinamarquês, eleito o povo mais feliz do mundo pela OCDE (Organização para a Cooperação Econômica e o Desenvolvimento) desde 1973 e o World Happiness Report.


O livro recentemente lançado "Pais à Maneira Dinamarquesa" desvendou o mistério.

Advinha só o que descobriram: tamanha felicidade da população dinarmaquesa está intimamente ligada à forma como as crianças são educadas.

13 anos de pesquisas e estudos, revelaram, principalmente que a busca pela felicidade começa na infância e entregam aos pais a chave do sucesso que passa por estimular as crianças a brincar (e participar dessas brincadeiras!), pela comunicação autêntica e pelo estímulo da empatia.

Fica claro a responsabilidade e entrega que assumem.


Podemos facilmente transpor estes "itens de felicidade" à educação de cães. Cães necessitam de brincadeiras diárias, são as crianças que nunca crescem.

A comunicação autêntica pode ser muito bem agregada com a clareza e o fortalecimento da comunicação positiva: saber expressar o que queremos deles, sem causar confusões ou antropomorfismos.

E a empatia? Essa quem me conhece, já sabe o quanto declaro sua importância: é a nossa habilidade e sensibilidade em reconhecer a emoção da outra parte, com interesse genuíno em seu mundo.

Aprender sobre os cães é reconhecer que sabemos muito pouco sobre seu universo.


Você está disposto a mudar sua vida, como ela está agora? Se a resposta é sim, tenha-os, seja filhos ou cães, ou até ambos.

Isso não significa que exigirá toda sua atenção, mas exigirá 100% de presença no tempo a ser dedicado. Um exercício difícil nos dias de hoje, com tantas interferências tecnológicas que não facilitam nossa desconexão.

A reflexão nos diferencia de quem "tem só pra ter" e não querem educar, não querem brincar, não querem perder o tempo delas pra isso. Discursam a falta de tempo, que nada mais é falta de prioridades. Esteja presente.

"Amar é prestar atenção" Goethe

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Coluna #6 WOW PetCoaching: Ter um filho ou ter um cachorro?

Enviando Comentário Fechar :/